Fórmula 3: António Félix da Costa vai estar no GP de Macau

Data:

Depois da brilhante vitória em 2012, António Félix da Costa irá marcar presença na 60ª edição do Grande Prémio de Macau, na corrida de Fórmula 3, que tem lugar entre os dias 14 e 17 de Novembro.
O piloto português aceitou um convite de última hora e irá defender as cores da equipa Carlin, a mesma com que se sagrou vencedor na edição do ano passado, naquela que foi uma das vitórias mais importantes da história do automobilismo Nacional além fronteiras.
Terminada a sua temporada 2013, onde se classificou no 3º lugar da World Series by Renault 3.5 com três vitórias conquistadas, António Félix da Costa foi chamado pela Red Bull para defender as cores da equipa Inglesa Carlin, depois de uma intensa pressão da organização no sentido de contar com o piloto Português no Grande Prémio de Macau de Fórmula 3, num ano que se celebra a 60ª edição deste importante evento automobilístico.
Este evento irá contar conta com 27 pilotos inscritos de quinze nacionalidades diferentes.
O piloto Português referiu que “não esperava estar este ano em Macau, mas sempre disse que se trata do meu circuito preferido e encaro este convite como uma grande honra. Depois da vitória do ano passado todos os olhos vão estar postos em mim e tudo farei para trazer nova vitória para Portugal, mas não parto obcecado com esse objectivo. Sei que o nível do GP Macau é elevado, com pilotos de grande nível que competem habitualmente na F3 e outros vindos de campeonatos muitos competitivos, mas acredito que com a Carlin temos as armas necessárias para lutar pela vitória. Será um prazer rever o público fantástico que todos os anos marca presença no circuito da Guia”, analisou o piloto de 22 anos.
Também Trevor Carlin, patrão da equipa Carlin se mostrou muito contente por contar com António Félix da Costa num dos seus monolugares: “Estamos muito satisfeitos por ter a oportunidade de contar com o António. Ele foi excelente em Macau no ano passado e como grande piloto que é, quando surgiu a oportunidade aproveitou para voltar este ano. Em Macau há muitos fatores envolvidos e o talento e a velocidade nem sempre são suficientes para vencer, pois trata-se de um circuito citadino apertado, onde é preciso contar com o elemento “sorte”. Não há nenhuma pressão sobre António de dominar novamente. Dito isto, o António é um trunfo enorme para a equipa e a sua experiência será valiosa para os nossos rookies. Vamos para Macau mais fortes por tê-lo connosco”, referiu o Inglês. Recorde-se que o Grande Prémio de Macau é disputado nas ruas da cidade, numa prova tido como muito técnica, onde se roda sempre muito perto dos muros. Na lista de vencedores constam nomes como Ayrton Senna, Michael Schumacher, David Coulthard e também António Félix da Costa.

FORA DA FÓRMULA 1
Dias antes, o piloto português António Félix da Costa ficou a saber que não vai integrar a equipa de Fórmula 1 da Toro Rosso na próxima época.
O piloto admitiu estar “triste” com “a notícia que ninguém em Portugal queria ouvir”. “Esta é uma notícia que ninguém em Portugal queria ouvir, mas a Red Bull optou pelo Daniil Kvyat para a Toro Rosso em 2014 e o objetivo de entrar na Fórmula 1 como piloto titular não foi, para já, atingido”, afirma Félix da Costa, citado pela sua assessoria de imprensa.
O piloto, de 22 anos, assegura que a decisão anunciada pela escuderia Toro Rosso lhe ensinou que “nada na vida é garantido” e promete continuar a tentar chegar à categoria rainha do automobilismo mundial. “Vou continuar a trabalhar arduamente para chegar à Fórmula 1, em conjunto com a Red Bull e toda a estrutura que me acompanha de há vários anos para cá, casos do Tiago Monteiro, o meu irmão Duarte, o meu preparador físico Emiliano Ventura e os meus parceiros”, diz.
O piloto assegura que continua a “fazer parte da família Red Bull” e acrescenta: “Muito brevemente, logo que tudo esteja definido, comunicarei o meu programa desportivo de 2014. Como piloto profissional, garanto a todos os portugueses que vou continuar a competir ao mais alto nível, com a mesma determinação e vontade de vencer”.
Félix da Costa agradeceu o apoio recebido depois do anúncio e garante: “sinto que os Portugueses estão frustrados, mas continuem a acreditar, pois o meu caminho para a Fórmula 1 não termina aqui!”.
Pouco depois de saber que não iria integrar a equipa de Fórmula 1 da Toro Rosso, Félix da Costa deixou uma mensagem a Daniil Kvyat na rede social Twitter. “Dói, mas é assim. Estou feliz pelo Daniil que continua na família Red Bull. Aproveita, companheiro”, escreveu. O russo, que irá substituir o australiano Daniel Ricciardo, respondeu a Felix da Costa afirmando: “Obrigado companheiro. Boa sorte para tudo o que fizer”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.