Milhares de pessoas assistiram ao cortejo da festa da flor

Data:

Milhares de pessoas concentraram-se na baixa da cidade do Funchal para assistir à passagem do “Cortejo Alegórico da Flor”, iniciativa da “Festa da Flor 2013” organizada pela Secretaria Regional da Cultura, Turismo e Transportes da Madeira.

Entre os muitos turistas e residentes encontrava-se o presidente do Governo Regional, Alberto João Jardim, que realçou que “em tudo o que se faz na Madeira a preocupação é de ser de excelência”.
“O que se faz aqui é positivo, para mim, a maior crise até não é económica, é de falta de profissionalismo nalguns setores”, acrescentou.
Questionado se temia eventuais medidas negativas para a Madeira do Conselho de Ministros, João Jardim respondeu: “a Madeira leva por tabela enquanto muitos madeirenses se forem agachando. Enquanto houver algumas pessoas com medo não se pode dar passos decisivos”.
O presidente do Governo Regional referiu ainda que o Plano de Ajustamento Económico Financeiro “não é eterno” e que fazia parte de “percurso tático”. “Eu não estou agachado, eu negoceio taticamente”, sublinhou. A secretária regional da Cultura, Turismo e Transportes, Conceição Estudante, disse que a Festa da Flor está “a decorrer muito bem, com muita recetividade por parte dos visitantes e pretendemos mantê-lo como um momento alto do calendário de eventos da Madeira”.
Cerca de 1.300 figurantes distribuídos por nove grupos deram suporte ao tema escolhido para 2013 – “Madeira – Terra de Flores”. O primeiro tema a desfilar foi “Minha Ilha, Minha Flor” de João Egídio Rodrigues, seguindo-se-lhe “Paixão Colorida”, de Isabel Borges; “Flores dos Caminhos da Minha Ilha”, da Escola de Samba Caneca Furada; “Rosa”, da Associação de Animação Geringonça e “Na Ilha da primavera”, da Fábrica de Sonhos. “Comemorações dos 25 Anos da Festa da Flor”, da Turma do Funil; “Na Rota das Flores Minha Ilha a Mais Bela”, Associação Fura Samba; “Neste Jardim Celeste”, da Associação Desportiva Cultural e Recreativa Bairro da Argentina e “O Meu tapete Voador de Flores”, da Sorriso de Fantasia, foram os restantes temas e grupos.  Por ocasião deste evento que já compete o cartaz turístico da passagem de ano, os hotéis da Madeira registam uma ocupação de 92% mais 5% do que a registada em 2012, revela a Secretaria do Turismo da região. O Governo Regional investiu este ano cerca de 300 mil euros, mais 30 mil que no ano anterior, neste programa que começou a 7 e se prolonga até 19 de maio, subordinado ao tema “Madeira – Rota das Flores”. O Instituto do Vinho, Bordado e Artesanato da Madeira (IVBAM) vai apostar na promoção das produções regionais no período da Festa da Flor, que decorre de 09 a 15 de maio, no Funchal, anunciou aquele organismo.
O IVBAM vai promover exposições, um passatempo na sua página na internet, uma mostra da confeção de produções regionais com nove artesãos a trabalhar ao vivo e gastronomia. “O Bordado Madeira inspirado nas flores” é o tema da mostra que vai estar montada na Avenida Arriaga, no Funchal, numa campanha que destaca a “inspiração da natureza da ilha e das suas flores na criação de desenhos para o bordado”. “A exposição pretende ser dinâmica e celebra o Bordado Madeira e o Artesanato Regional, enaltecendo a estética e, simultaneamente, mostrando a vertente utilitária dos produtos”, contando com a participação de várias empresas do setor, informou o Instituto em comunicado. Nove artesãos vão estar a trabalhar ao vivo neste local, “representando os mais variados ofícios que refletem a cultura madeirense numa perspetiva tradicional, mas também contemporânea, tendo em conta que nos últimos anos têm surgido novas abordagens de trabalho artesanal, tanto ao nível de material como de técnicas”, adianta o Instituto.
A exposição tem também uma vertente lúdica, com um ateliê para crianças e uma zona com ‘workshops’ de bordados e tapeçarias regionais. Outra das iniciativas promovidas pelo IVBAM é o passatempo que decorre na página do Instituto no Facebook, para a qual os interessados em participar devem enviar fotos que servirão de esboço para uma peça de Bordado Madeira, podendo o vencedor “acompanhar todo o processo criativo até estar pronta a ser usada”. O programa aposta ainda na gastronómica, com uma ação em que marcam presença quatro chefs da Madeira que vão apresentar iguarias confecionadas com flores, harmonizadas com Vinho Madeira.
Em paralelo, serão desenvolvidas ações no Aeroporto Internacional da Madeira e no Porto do Funchal, na receção aos turistas que visitam a ilha, que contactarão com o bordado Madeira e poderão beber um cálice de vinho combinado com chocolates em forma de flor. A Festa da Flor é considerada um dos mais importantes cartazes turísticos da Madeira, no qual o Governo Regional investiu este ano cerca de 300 mil euros, com uma ocupação hoteleira na ordem dos 90 por cento.
O programa deste ano decorre subordinado ao tema “Madeira – Rota das Flores” e tem como pontos altos a construção do denominado ‘muro da esperança’ por milhares de crianças, e o cortejo alegórico, no âmbito do qual desfilaram aproximadamente 1.200 figurantes distribuídos por nove grupos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.