África do Sul: Universidade de Pretória cria curso “major” em Português

Data:

A Universidade de Pretória é a terceira instituição de ensino superior na África do Sul a receber um leitorado de Português, fruto de um protocolo assinado a 29 de Março. Tutelado pela Faculdade de Humanísticas da quela universidade, o leitorado passa a dinamizar o curso de Estudos Portugueses, que permite formar docentes, tradutores e intérpretes.

A Universidade de Pretória (UP) na África do Sul, vai criar um curso de língua portuguesa em 2014 e acolher um leitorado de Português, fruto da assinatura a 28 de março de um protocolo entre o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua (CICL IP), representado pela Embaixada de Portugal em Pretória e a UP, representada pela sua Faculdade de Humanidades.
Aquela instituição de ensino superior passa, assim, a ser a terceira na África do Sul a contar com um leitorado de Português, prevendo implementar a língua como curso “major” nos programas de BA (Bacharel em Artes) na Faculdade de Humanidades a partir do próximo ano letivo. O acordo permitirá ainda oferecer Formação de Professores de Língua Portuguesa nos cursos da Faculdade de Educação, a partir de 2015.
“O curso «major» em Estudos Portugueses é essencialmente destinado a estudantes que tenham realizado o exame de Português como «second additional language» no 12.º ano. Para além disso, a UP propõe-se oferecer aulas de Português na modalidade “curso livre” a estudantes que não tenham conhecimento prévio da língua, já a partir do presente ano”, explica o Camões IP nua nota divulgada à imprensa. O Camões refere o interesse crescente na aprendizagem do Português na África do Sul, sublinhado que a oferta “cada vez mais acentuada” de cursos por parte de instituições universitárias sul-africanas reflete “a enorme importância estratégica que a Língua Portuguesa tem, não só no país mas em toda a região da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC)”.
Para o embaixador de Portugal na África do Sul, António Ricoca Freire, que assinou o protocolo em representação do Camões, este foi um “passo muito importante” no sentido da projeção e dignificação da língua portuguesa. O “protocolo terá um efeito multiplicador muito importante, porque em vez de ficarmos confinados aos professores de Português contratados, vamos passar a ter professores de Português, não apenas portugueses mas de língua portuguesa e de estudos portugueses, licenciados pelas próprias universidades sul-africanas”, disse à agência Lusa após rubricar o documento com a reitora e vice-chanceler da UP, Cheryl de la Rey. “Isso será uma importante alavanca na promoção da língua portuguesa como língua alternativa nos estudos secundários”, acrescentou o diplomata.
A criação de um curso em Estudos Portugueses, tutelado pela Faculdade de Humanísticas da Universidade de Pretória, permitirá não só formar docentes como também tradutores e intérpretes, realçou à Lusa o coordenador do ensino do Português na embaixada de Portugal em Pretória, Rui de Azevedo.
Em finais de abril o Camões IP conta assinar protocolo idêntico com a Universidade de Witwatersrand de Joanesburgo (conhecida por “Wits”). Neste caso, o acordo permitirá ali colocar um segundo leitor e a criação do mesmo curso “major” em Estudos Portugueses. A Universidade do Cabo (University of Cape Town, ou UCT) é a terceira instituição académica sul-africana que conta já com um leitorado de Português sob os auspícios do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua.
O ensino do português “já está integrado e oficializado no ensino público e privado” de África do Sul, cabendo ao Camões “um apoio muito importante com 24 docentes na nossa rede destacados neste país”, salientou Rui de Azevedo. Exemplo disso é o facto de, no ano passado, 158 alunos terem feito os exames do 12º ano em português como segunda língua alternativa, disse o responsável, mostrando-se otimista com o sucesso destes novos cursos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.