Investigação sobre dor crónica será premiada

Data:

A Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI) e a Grünenthal criaram um prémio destinado a galardoar trabalhos originais em língua portuguesa de investigação ou de descrição de casos clínicos, no âmbito do tratamento da dor crónica.
O anúncio do vencedor será feito após a apresentação dos trabalhos no Congresso Nacional de Medicina Interna, em Maio. Ao trabalho vencedor será atribuído o prémio de dois mil euros e todos os resumos aceites serão publicados no Livro de Resumos do Congresso da SPMI. Apenas serão seleccionados trabalhos que à data ainda não tenham sido publicados e cujos resumos respeitem as normas vigentes no Congresso Nacional de Medicina Interna.
O júri é composto por três elementos designados pela SPMI, incluindo o presidente, e dois elementos designados pela Grünenthal, com mérito reconhecido na área da dor ou da investigação clínica. Os resumos dos trabalhos a concurso devem ser enviados até às 24h do dia 3 de março para o email: secretariado@spmi.pt
Para mais informações e regulamento consulte o website: www.spmi.pt

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.