Portimão: Projecto pioneiro para ensinar a conservar peças antigas

Data:

O Museu Municipal de Portimão vai disponibilizar o Consultório do Museu, um projeto que pretende ensinar a tratar e a recuperar peças antigas na posse de particulares.
“É um projeto pioneiro a nível nacional, destinado a esclarecer e a dar apoio a todos aqueles que possuem peças que necessitem de conservação e até de restauro”, disse à agência Lusa José Gameiro, diretor do museu. O Consultório do Museu funcionará com os técnicos da oficina de conservação e restauro do Museu de Portimão, nos primeiros sábados de cada mês, entre as 15:00 e as 17:00, com um limite máximo de dez participantes e com a obrigatoriedade de efetuarem previamente a inscrição. “O apoio é prestado por profissionais com conhecimentos nas áreas da conservação e restauro desde a madeira ao papel, passando pelo vidro, cerâmica, pintura, documentação e fotografia”, destacou o diretor do museu. Segundo José Gameiro, o projeto pioneiro a nível nacional, “está já a suscitar interesse dentro da comunidade dos museus, a fim de que possa ser estendido” a outras regiões do país.
“Já fomos contactados por outros museus que manifestaram interesse em implementar o projeto, novo em Portugal mas que existe há vários anos noutros países”, sublinhou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.