Benfica vence em Moreira de Cónegos

Data:

O Benfica recuperou a liderança isolada da I Liga de futebol, ao vencer em Moreira de Cónegos por 2-0, e aguarda pelo desfecho do Vitória de Setúbal-FC Porto, na quarta-feira.

Os “encarnados” terminaram a primeira volta na frente com 39 pontos, mas podem ser alcançados pelos “dragões”, que na quarta-feira jogam no Bonfim o encontro em atraso da 12.ª jornada, num embate frente a uma equipa que baixou ao penúltimo lugar.

Frente ao “lanterna vermelha” da prova, o Benfica só conseguiu impor a sua superioridade na segunda parte, adiantando-se logo aos 48 minutos, por Sálvio, tendo Lima, aos 71, conferido maior tranquilidade à sua equipa.

No sábado, o FC Porto tinha derrotado o Paços de Ferreira por 2-0, no Dragão, num jogo em que cumpriu os serviços mínimos e em que o russo antigo “leão” Marat Izmailov se estreou a marcar.

No outro encontro disputado segunda-feira, a Académica deixou a penúltima posição, ao receber e vencer o Nacional por 2-1, num encontro em que esteve a perder e acabou com mais dois elementos do que os “alvinegros”.

Já no domingo, o Sporting de Braga regressou às vitórias, com um convincente triunfo por 4-1 frente ao Vitória de Setúbal e, além de afastar o espetro de crise que começava a pairar sobre a equipa, consolidou o terceiro lugar.

A equipa orientada por José Peseiro deu uma boa resposta às duas derrotas consecutivas (frente ao Nacional, para a Liga, e Guimarães, para a Taça de Portugal) e tirou ainda partido do desaire do quarto classificado, o Paços de Ferreira, com o FC Porto.

No mesmo dia, O Vitória de Guimarães foi arrancar três pontos no recinto de uma das equipas sensação da época, o Rio Ave, com dois golos de Amido Baldé e um de Tiago Rodrigues, na conversão de uma grande penalidade, enquanto Hassan, dois minutos após ter entrado a substituir Del Valle, foi o autor do golo do Rio Ave.

Com o triunfo em Vila do Conde, o Vitória de Guimarães ascendeu ao sexto lugar da tabela classificativa, apenas a um ponto do Rio Ave, quinto, e mais dois do que o trio formado por Estoril, Sporting e Marítimo.

No Funchal, um golo solitário de Adilson, aos 10 minutos, permitiu ao Marítimo vencer o Olhanense e somar o segundo triunfo em casa na derradeira jornada da primeira volta.

Com a vitória, os insulares passaram a somar 18 pontos, ocupando a nona posição e “colando-se” ao Estoril-Praia e ao Sporting, enquanto o Olhanense manteve os mesmos 14 pontos e provisoriamente o 13.º lugar.

Em casa do Estoril-Praia, Luís Carlos promoveu o regresso do Gil Vicente às vitórias, ao sentenciar o triunfo por 2-1, num jogo em que beneficiou mais de uma hora de vantagem numérica.

A última vitória do gilistas, que à entrada para esta jornada ocupavam o 15.º posto da Liga, remontava a 30 de setembro de 2012, na quinta jornada, diante do Moreirense (4-3).

A 15.ª e última jornada da primeira volta começou na sexta-feira com o triunfo do Sporting frente ao Beira-Mar, por 1-0, que constitui o terceiro triunfo consecutivo na era de Jesualdo Ferreira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.