Proteção Civil aconselha adoção de medidas de precaução por causa do mau tempo

Data:

 

A Autoridade Nacional de Proteção Civil aconselha os cidadãos a adotarem medidas de precaução nas estradas e a garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento de águas devido à previsão de mau tempo para as próximas 48 horas.

Dezasseis distritos de Portugal continental estão hoje sob aviso laranja e dois a amarelo devido à previsão de chuva e vento forte e agitação marítima, de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Na sequência do aviso, que prevê um agravamento do estado do tempo nas próximas 48 horas com ventos fortes, chuva e agitação marítima, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) chama a atenção para os efeitos expectáveis da situação meteorológica como lençóis de água, piso escorregadio e possibilidade de cheias rápidas nas zonas urbanas, por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem.

O mau tempo pode também provocar “inundação por transbordo de linhas de água nas zonas históricas mais vulneráveis, danos em estruturas montadas ou suspensas, acidentes na orla costeira e inundações em estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem”.

A ANPC refere, na sua página na Internet, que o eventual impacto dos efeitos do mau tempo pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados.

Para precaver situações graves, a ANPC aconselha os cidadãos a garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas e garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente andaimes, placards e outras estruturas suspensas.

No que diz respeito à condução, a ANPC recomenda aos automobilistas que adotem uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água nas vias, não atravessar zonas inundadas, de modo precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas, ter cuidado na circulação junto a orla costeira e zonas ribeirinhas e não praticar atividades relacionadas com o mar.

A ANPC recomenda também que as pessoas estejam atentas às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

Os distritos de Viana do Castelo, Porto, Vila Real, Braga, Bragança, Aveiro, Leiria, Viseu, Guarda, Castelo Branco, Coimbra, Lisboa, Setúbal, Portalegre, Beja e Faro estão hoje sob aviso laranja devido à previsão entre hoje e sábado de precipitação e vento forte, que nas terras altas podem atingir os 120 km/hora, e agitação marítima com ondas entre 4 a 5 metros.

O IPMA colocou os distritos de Évora e Santarém sob aviso amarelo, o segundo menos grave de uma escala de quatro, devido à previsão de chuva por vezes forte entre as 03:00 e as 08:59 de sábado.

Também sob aviso amarelo está o arquipélago da Madeira devido à previsão de vento forte com rajadas da ordem dos 90 km/hora nas regiões montanhosas e agitação marítima com ondas entre os 4 e os 5 metros.

O aviso laranja é o segundo mais grave na escala do IPMA, e implica uma situação meteorológica de risco moderado a elevado, pelo que se recomenda a manutenção ao corrente das condições meteorológicas e seguir as orientações da Proteção Civil.

Já o aviso amarelo é o menos grave da mesma escala e implica uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.