Benfica inicia ano inspirado

Data:

O Benfica entrou no novo ano com o pé direito ao vencer o Estoril por 3-1. O FC Porto – que tem um jogo a menos – continua na perseguição ao líder encarnado e também não vacilou na 13ª jornada ao bater o Nacional em casa. Quem continua em crise é o Sporting que voltou a perder…

O Benfica venceu o Estoril por  3-1, numa 13ª jornada em que o Sporting voltou a perder, para desespero dos seus adeptos.
Na Amoreira, Gaitan, aos 37 minutos, abriu as contas para o Benfica, que voltou aos golos na segunda metade, através de Lima (59 minutos) e Salvio (66 minutos), tendo o Estoril reduzido aos 88, por Gonçalo Santos.
Antes de receber na Luz o FC Porto, o Benfica lidera assim o campeonato com 35 pontos, mais três dos que os “dragões”, que, no entanto, contam menos um jogo, deslocação ao Bonfim para defrontar o Vitória de Setúbal, da 12ª jornada.
O FC Porto, por sua vez,venceu em casa o Nacional 1-0. No Dragão, os azuis e brancos revelaram-se superiores à equipa madeirense, mas só por uma vez conseguiram ultrapassar com eficácia a defesa contrária, beneficiando de um tento do colombiano Jackson Martinez, aos 24 minutos, para somar os três pontos.
Mesmo sem jogar bem, o Sporting de Braga cumpriu a “obrigação” de se impor em casa ao “lanterna vermelha” Moreirense, por 1-0, com golo de Éder (56), em recarga eficaz a bola na barra, após remate violento de Ismaily.
Os “arsenalistas”, terceiros classificados, repuseram assim os quatro pontos de vantagem para o Paços de Ferreira, que, nesta 13ª jornada, aprofundou a crise no Sporting (um dos três 12.ºs, com apenas 12 pontos), ganhando 1-0 em Alvalade (golo de Hurtado aos 45 minutos).
A agonia do Sporting na época futebolística 2012/2013 continua sem fim à vista e nesta jornada quem marcou presença no Estádio José Alvalade assistiu a mais um capítulo da “série negra” leonina.
O jogo, da 13ª jornada da I Liga, deixa o clube verde e branco apenas um ponto acima da “linha de água”. Já afastado de todas as outras competições, nem na I Liga o Sporting consegue “dar a volta” à sua pior época de sempre, mesmo jogando em Alvalade.
No Funchal, o Marítimo cedeu empate 1-1 frente ao Beira-Mar e, com isso, ambos integram o trio de oitavos classificados, juntamente com o Olhanense, com 14 pontos (a equipa algarvia venceu o Rio Ave por 1-0 em Vila do Conde com um golo de Targino). Os forasteiros ainda se adiantaram por Serginho (53 minutos), mas os insulares empataram por Fidelis (59 minutos).
A Académica recebeu e venceu o Vitória de Setúbal, por 4-2, com Edinho a ser a grande figura do jogo ao marcar três golos (16, 28 e 84 minutos).
O avançado dos estudantes fez um hat-trick, elevando para 13 o número de golos marcados esta temporada pela equipa de Coimbra. Pela Académica marcou ainda Salim Cissé aos 14 minutos enquanto que Cristiano (68 minutos) e Meyong (79 minutos na transformação de uma grande penalidade) marcaram para os sadinos.
Em Barcelos, Gil Vicente e Vitória de Guimarães empataram sem golos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.