«Vestir» o Fado em Lisboa

Data:

O Museu do Fado e o Museu do Design e da Moda (MUDE) estão a promover até 31 de Março do próximo ano, nos dois espaços museológicos, a exposição «Com Esta Voz Me Visto – O Fado e a Moda» nos dois espaços municipais.
Um ano volvido sobre a consagração do Fado como Património da Humanidade, a partir do dia 23 de novembro estarão em exposição – no Mude e no Museu do Fado – vestidos, jóias e xailes dos mais célebres fadistas entre os quais Amália Rodrigues, Mariza, Ana Moura, Camané, Maria da Fé, Cristina Branco e Mísia.
A exposição propõe uma viagem em torno das imagens que vestiram o fado e que ao longo dos séculos XX e XXI construíram e recriaram a sua identidade. Aqui, cada traje de cena remete para um tempo e um contexto singulares. E evoca inevitavelmente uma voz ausente.
“Convoca-nos para uma dimensão imaterial, intangível, incorpórea, para um património necessariamente fugaz, irrepetível, que dificilmente se materializa noutro testemunho que não o da memória individual. E simultaneamente, desvenda fragmentos de um outro diálogo, sempre renovado e redescoberto, entre o Fado e a Moda – a Voz e a sua Imagem – através do qual podemos, também, redescobrir muito do nosso olhar sobre nós próprios”, refere uma nota divulgada pelo Museu do Fado.
A exposição pode ser vista nos dois museus, de terça a domingo, das 10 às 18 horas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.