Florestas valem 3% do PIB português

Data:

A floresta portuguesa corresponde já a 3% do produto Interno Bruto de Portugal, sendo responsável por 11 por cento das exportações nacionais, destacou no Porto, a ministra da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território.

Assunção Cristas defendeu que o potencial da floresta portuguesa “vai representar ainda mais”. Garantindo 260 mil postos de trabalho, que incorporam maioritariamente valor nacional, este é um setor “de grande excelência”, disse a ministra.

Falando no encerramento do seminário internacional «Floresta e Sociedade», que decorreu dia 20 no centro de congressos da Alfândega do Porto, a ministra referiu uma série de legislação que, na sua perspetiva, irá melhorar a atividade ligada às florestas e simplificar a vida aos operadores do setor.

Numa intervenção de mais de meia hora, Assunção Cristas avançou resultados preliminares do sexto inventário florestal nacional, que “devem ser lidos com muita cautela”, mas que indicam aumentos dos povoamentos de sobreiro e de eucalipto, bem como um “previsível” decréscimo das áreas de pinheiro bravo.

A titular da pasta da Agricultura destacou, contudo, o crescimento, “em números animadores” que não precisou, de espécies de espécies menos dominantes em Portugal como o pinheiro manso e o castanheiro, gerando “oportunidades novas” de rentabilização da fileira florestal.

Adiantou, por outro lado, que vai desafiar uma associação florestal do Algarve para dinamizar um projeto-piloto para reflorestação e emparcelamento para a zona ardida no Sotavento algarvio. “Há uma boa associação florestal, espero lançar-lhe esse repto e espero que aceite esse desafio, sozinha ou com mais parceiros”, referiu Assunção Cristas. O repto será lançado após a publicação da lei da bolsa de terras e no âmbito de uma estratégia de delegar a gestão dessas bolsas a entidades locais “idóneas”, acrescentou.

Embora a lei da bolsa de terras seja geralmente associada a áreas propícias ao cultivo que estão abandonadas, a ministra crê que “onde ela pode ter mais resultados é precisamente na área da floresta”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.