Andorra: Deputado diz que atraso na abertura do consulado honorário é “penalização” para os portugue

Data:

O deputado socialista Paulo Pisco acusa o governo português de ter “um problema de insensibilidade e de falta de respeito” para com a comunidade portuguesa do principado de Andorra. Em causa está o atraso na abertura de um consulado honorário naquele país, onde a embaixada de Portugal foi encerrada no final do ano passado.

Paulo Pisco considera que ter a estrutura diplomática encerrada há mais de um ano é uma “penalização” para os seus concidadãos.
De acordo com a agência de notícias de Andorra, ANA, o deputado do PS eleito pelo círculo da Europa, prestou no dia 11 deste mês, declarações  na sede do grupo parlamentar social-democrata andorrano, depois de visitar vários representantes da comunidade portuguesa em Andorra.
Paulo Pisco criticou o atraso e considerou um “enorme erro” a redução da representação consular portuguesa em Andorra. Por um lado, considera que o consulado honorário não é suficiente para atender as necessidades da comunidade portuguesa.
Mas acrescenta que é “inadmissível” que um ano depois do encerramento da embaixada e do consulado, o consulado honorário ainda não esteja a funcionar, mais ainda quando dispõem de local, pessoal e recursos para poder abrir. De acordo com Paulo Pisco, a única que coisa que falta para a abertura do consulado honorário é a formação para que possam realizar-se atos de registo civil, como a emissão de bilhetes de identidade.
A 16 de dezembro de 2011, o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas revelava que Portugal iria criar um Consulado Honorário em Andorra.
Foi a alternativa encontrada para o encerramento da Embaixada e do Consulado de Portugal no Principado, uma decisão que gerou muitos protestos da vasta comunidade portuguesa. O fecho realizou-se no âmbito de uma reforma da rede diplomática que inclui o encerramento de outras seis embaixadas, quatro vice-consulados e um escritório consular, e que segundo o ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, iria permitir poupar 12 milhões de euros em 2012.
A 9 de maio deste ano, foi publicada em Diário da República, a nomeação de José Manuel Silva, empresário e ex-conselheiro das Comunidades Portuguesas, para o cargo de cônsul honorário.
Em junho, o deputado social-democrata Carlos Gonçalves afirmou em declarações à Lusa que o novo consulado honorário de Andorra seria inaugurado em breve, faltando apenas acertar “algumas questões técnicas”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.