Greve Geral/Lisboa: Transportes, saúde e recolha do lixo são os setores mais afetados

Data:

Os transportes, a recolha do lixo e a saúde são os setores mais afetados pela greve geral no distrito de Lisboa, com níveis de adesão muito elevados, segundo a União dos Sindicatos de Lisboa.

“Temos duas situações em particular muito fortes: a remoção do lixo, que está praticamente paralisada, e o setor da saúde”, disse Libério Domingues, coordenador da União dos Sindicatos de Lisboa, afeta à central sindical CGTP.

De acordo com o sindicalista, os enfermeiros e auxiliares dos hospitais em Lisboa, nomeadamente do Hospital da Estefânia e da Maternidade Alfredo da Costa aderiram em massa à greve geral.

Nos transportes, “o Metro encerrou, a CP [comboios] está com uma paralisação muito forte, a adesão na Carris [autocarros] está um pouco acima do que é normal e a TAP [aviação] está com metade dos voos cancelados”, afirmou.

No setor privado, Libério Domingues disse que algumas empresas da zona de Lisboa também estão a registar elevados níveis de adesão, como, por exemplo, a Central de Cervejas e a Sotancro.

“Está a registar-se uma forte adesão à greve. Estamos satisfeitos com os resultados obtidos”, concluiu.

Contactado pela Lusa, Vítor Reis, do Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa, especificou que na limpeza urbana “deveriam ter saído 121 carros e só saíram dois”.

“Nas oficinas de manutenção mecânica apenas um dos 122 trabalhadores se apresentou ao trabalho e no Regimento dos Sapadores Bombeiros há uma adesão de 80%”, afirmou.

Segundo o sindicalista, na EGEAC – Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural também há muitos trabalhadores em greve, o que obrigou ao encerramento de vários monumentos.

O Castelo de São Jorge, o Museu do Fado, o Teatro de S. Luiz, o Teatro Maria Matos, o Padrão dos Descobrimentos, a Casa Fernando Pessoa e o Museu das Marionetas são alguns dos monumentos encerrados, indicou.

A greve geral de hoje, de 24 horas, foi convocada pela CGTP em protesto contra o agravamento das políticas de austeridade e em defesa de políticas alternativas que favoreçam o crescimento económico.

O protesto conta ainda com a adesão de 28 sindicatos independentes, bem como com a participação de cerca de 30 sindicatos da UGT, embora esta estrutura se tenha demarcado da paralisação.

A Confederação Europeia de Sindicatos convocou uma Jornada de Luta Europeia para hoje num protesto contra as medidas de austeridade em vários países da Europa, prevendo-se protestos também noutros países europeus, como Espanha e Grécia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.