França: Câmara de Paris aprova homenagem a Vieira da Silva

Data:

A pintora Maria Helena Vieira da Silva (1908-1992), que se naturalizou francesa em 1952, terá, em Paris, uma rua, uma praça ou um equipamento com o seu nome, de acordo com uma proposta aprovada no dia 15 deste mês, pela Câmara da capital francesa.
A proposta invoca o 20.º aniversário da morte de Vieira da Silva e prevê a colocação de uma placa na casa onde a artista viveu e trabalhou em Paris, no número 34 da rua de l’Abbé Carton, no XIV bairro da cidade.
“Hoje considerada como uma das maiores artistas do abstracionismo do pós-guerra, [Vieira da Silva] foi galardoada com numerosas distinções, como o Grande Prémio Nacional da Artes, do Governo francês, em 1966 (tendo sido a primeira mulher a recebê-lo), ou a Legião de Honra, em 1979, doze anos antes da sua morte”, pode ler-se no texto da proposta.
Esta iniciativa de homenagem à artista luso-francesa foi apresentada pelos eleitos Pascal Cherki, Danièle Pourtaud e Hermano Sanches Ruivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.