Reino Unido: Galeria Tate expõe «Contentores» de Miguel Palma

Data:

O parque de estacionamento do edifício Royal Mail em Liverpool recebe até Novembro, o projeto de arte pública «Contentores». A exposição de Miguel Palma tem o apoio da P28/Liscont e do Camões- Instituto da Cooperação e da Língua. No terceiro ano do projeto Contentores, e após intervenções na Docas de Alcântara em 2010, Centro Cultura de Belém (2011) e Guimarães Capital Europeia da Cultura (2012), surgiu o convite de pela primeira vez se internacionalizar com a participação na Bienal de Liverpool.
O artista português utiliza um contentor como um grande aspirador onde “a poluição fica no filtro”, como explicou ao jornal «Público». Após algum tempo, “retira-se a membrana devidamente marcada com toda a poeira e poluição que a cidade tem”. Esta ligação estabelecida à arte faz com que o artista se sinta “perfeitamente consciente do ambiente e, por outro lado, muito feliz por estar a fazer objetos artísticos”, garantiu Palma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.