Rei Ghob: Francisco Leitão condenado a 25 anos

Data:

Francisco Leitão, conhecido por “Rei Ghob”, foi condenado a 25 anos de prisão, pena máxima permitida em Portugal, pelo coletivo de juízes do Tribunal de Torres Vedras.

Francisco Leitão estava acusado de quatro crimes de homicídio e outros quatro de ocultação de cadáver, relativos ao desaparecimento de um idoso sem-abrigo, conhecido por ‘Pisa Lagartos (1995), de Tânia Ramos (05 de junho de 2008), Ivo Delgado (26 de junho de 2008) e Joana Correia (03 de março de 2010), que levaram a Polícia Judiciária a suspeitar de três homicídios.

Segundo a acusação, as últimas três vítimas terão sido mortas por questões passionais: as duas raparigas, porque eram namoradas de jovens com quem o réu queria ter um caso amoroso, e Ivo Delgado, por não ter querido voltar a ter qualquer envolvimento com Leitão, após o desaparecimento da namorada, Tânia Ramos.

O julgamento decorreu desde janeiro com tribunal de júri, composto por três juízes e quatro cidadãos, a quem compete a decisão da eventual aplicação da pena.

Nas alegações finais, Ministério Público e advogados das famílias pediram condenação com pena máxima, enquanto o advogado de defesa pediu “que seja feita justiça não com uma pena máxima, mas com uma pena justa”, por considerar que “a prova é tudo menos clara”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.