Açores:Rejeitada ampliação do aeroporto da Horta

Data:

O ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, considera que não se justifica ampliar a pista do Aeroporto da Horta, no Faial, Açores, devido ao elevado custo da obra e ao sobre-dimensionamento daquela estrutura aeroportuária.

Numa carta enviada à Assembleia da República em resposta a um requerimento dos deputados do PSD eleitos pelo círculo dos Açores, o ministro recorda que a ANA, empresa que gere o Aeroporto da Horta, não vê “necessidade de serem alteradas” as condições de exploração.
Álvaro Santos Pereira acrescenta que, na perspectiva da ANA, o Aeroporto da Horta está “sobre-dimensionado para o tráfego que o demanda”, possuindo instalações que registam uma “ocupação de 10 por cento, longe dos 60 a 70 por cento desejáveis”.
Ainda segundo a ANA, a taxa de ocupação média por aeronave que escala o Aeroporto da Horta ronda os 65 por cento, valor também “longe dos 75 a 85 por cento”, as percentagens consideradas “normais na aviação” comercial. O ministro salienta ainda que, apesar destes valores, o Governo dos Açores manifestou “disponibilidade para apoiar a expansão da pista” daquele aeroporto, tendo solicitado estudos que permitissem avaliar os custos da obra.
Na carta agora divulgada, Álvaro Santos Pereira refere que os estudos apontavam para um “custo previsível” que poderia variar entre 47,8 milhões de euros, no caso da pista ser ampliada em 300 metros, e 72,8 milhões, se a ampliação fosse se 500 metros. Para o ministro, trata-se de valores incomportáveis tendo em conta a “grave situação económica que o país atravessa”, além de que a obra não mudaria as condições de utilização do aeroporto, apenas provocaria uma “aparente sensação de maior segurança”.
A ampliação da pista do Aeroporto da Horta é uma antiga reivindicação das forças representativas da sociedade local, tendo em vista aumentar a segurança das aeronaves que ali operam nas ligações com Lisboa e potenciar a realização de voos ‘charter’ para os EUA. A pista do Aeroporto da Horta, situada na costa sul da ilha do Faial, tem uma extensão de 1700 metros, o que obriga os aviões da SATA Internacional e da TAP que asseguram as ligações com Lisboa a operar com penalizações.
A eventual ampliação da pista obrigaria a aterrar uma das duas baías situadas nas extremidades para ganhar terreno ao mar, mas a solução é considerada demasiado dispendiosa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.