Pagamento de portagens para veículos de matrícula estrangeira

Data:

As férias não tardam aí, e com elas são milhares de veículos de emigrantes a entrar em Portugal. Ouvimos dizer que mal entremos em Portugal temos que pagar portagens. Em França e Espanha nalguns troços também pagamos só que aí há os portageiros. Em Portugal como há falta de mão de obra e o desemprego não é um facto inventaram um sistema que não tem presença humana e paga-se com um depósito electrónico e quem não o tiver não pode circular. Quem vive em Portugal tem o “via verde” eu mesmo tenho um no carro que tenho na garagem e que uso quando vou de avião. No entanto muitos vão de carro dos países de acolhimento e a informação que temos sobre este dispositivo não é nenhuma. Há alguma novidade no meio de pagamento da auto estrada de Vilar Formoso? Teremos que passar ali horas para comprar um cartão ou teremos que ir por montes e vales até chegar às nossas terras?

MANUEL DUARTE ALCOBIA -França

Caro leitor, estamos semanalmente a enviar pedidos de informação às concessionárias das vias para que nos informem, mas as leis – ou seja as portarias – são demasiado confusas.
Na prática, ainda ninguém descobriu a maneira mais fácil, para quem nos visita, de circular nas antigas SCUTS e pagar o que é devido, já que como diz e bem, aqui não há portageiros. Em princípio até novo governo ,essas portagens estão suspensas, mas mal seja empossado novo governo o pagamento vai ser exigido.
Ao que sabemos, a Via Verde lançou  o «Via Verde Visitors» um dispositivo electrónico temporário, que permite aos proprietários de veículos com matrícula estrangeira fazer o pagamento de portagens em todas as autoestradas portuguesas. Estes identificadores podem ser alugados em qualquer loja Via Verde.
Para alugar este equipamento, os condutores devem ter um cartão de débito e/ou crédito de um dos sistemas internacionais de pagamento (American Express, MasterCard ou Visa), emitido por uma entidade estrangeira, válido e aceite pela Via Verde Portugal. A adesão a este serviço implica o pagamento de uma caução no valor de 27,50 euros, que é devolvido quando o cliente devolver o identificador. O aluguer é válido durante um período máximo de 90 dias.
Na primeira semana o condutor paga seis euros, um valor que baixa para 1,5 euros em cada uma das semanas seguintes. A estes valores acrescem as taxas de portagem relativas aos percursos percorridos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.