Bióloga portuguesa descobre novo escaravelho predador

Data:

Um escaravelho predador, único no mundo, foi descoberto pela bióloga portuguesa Sofia Reboleira nas grutas da Serra do Sicó – Beira Litoral, entre Condeixa e Pombal -, o que aumenta para seis as espécies descobertas. “É o primeiro escaravelho estafilinídeo cavernícola de Portugal Continental, ao qual foi dado o nome científico Domene Lusitanica, em alusão à sua restrita distribuição geográfica, confinada às partes profundas da Serra do Sicó”, disse a bióloga à Lusa.
O insecto, com quase um centímetro de comprimento é “o maior dos Domene Ibéricos”. “É um escaravelho predador, despigmentado, carece de verdadeiros olhos e asas e tem o corpo alongado”, descreve. Pertencente a um subgénero cujos parentes mais próximos se encontram no noroeste da Península Ibérica, este bicho tem a particularidade de não existir em nenhuma outra parte do mundo o que, segundo a bióloga “coloca grandes desafios em termos de conservação”.
A descoberta ocorreu durante um trabalho de campo no âmbito do doutoramento de Sofia Reboleira, orientado pelos professores Fernando Gonçalves (CESAM & Departamento de Biologia, Universidade de Aveiro) e Pedro Oromí (Universidade de La Laguna, Espanha). O estudo foi financiado pela Fundação Para a Ciência e Tecnologia da qual a bióloga é bolseira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.