Universidade do Porto lidera investigação do cancro do estômago

Data:

A Reitoria da Universidade do Porto fez um estudo sobre a qualidade da produção científica relacionada com o cancro do estômago e a infecção pelo «helicobacter pylori» nas diferentes instituições mundiais que trabalham em Ciências da Saúde, que foi posteriormente estendido ao domínio do cancro da tireoide.
Os resultados revelaram que a Universidade do Porto é a instituição mais bem colocada relativamente à qualidade do trabalho produzido no âmbito do cancro do estômago e da infecção pela bactéria que é a sua principal causa, revelou à Lusa Sobrinho Simões, director do IPATIMUP (Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto).
Em segundo lugar ficou o VA Medical Center, em Washington, seguido do Instituto Karolinska da Suécia. Em quinto lugar ficou o National Cancer Institute dos Estados Unidos, em oitavo a Universidade de Oxford, em 12º a Universidade de Cambridge, em 13º a Universidade de Harvard e em 20º a Universidade do Estado de S. Paulo. Para estes resultados contribuíram médicos e investigadores da Universidade do Porto e de Hospitais afiliados à universidade, como o Hospital de São João e o IPO-Porto. Relativamente ao cancro da tireoide, a Universidade do Porto volta a aparecer colocada em primeiro lugar e, de novo, a grande distância da segunda instituição – neste caso, a Universidade de Harvard. Em terceiro lugar aparece o Memorial Hospital de Nova Iorque, seguido da Universidade de Nápoles e da Universidade de Johns Hopkins.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.