Monsaraz: Cores e lugares na Igreja de Santiago

Data:

A exposição «Lugares», da pintora Clara Andrade, está patente até 13 de Março na Igreja de Santiago, na vila medieval de Monsaraz. A mostra reúne 20 quadros em acrílico sobre tela que conjugam elementos abstractos com figurativos, sendo a cor uma componente forte e de destaque.
“É a cor que define as formas e que empresta às composições ritmos fortes, vivos e brilhantes. São trabalhos, talvez inspirados pela cor e pela luz singulares deste Sul”, explica a artista. Integrada no ciclo de exposições Monsaraz Museu Aberto, a mostra é organizada pelo Município de Reguengos de Monsaraz e pode ser apreciada diariamente entre as 10h e as 12h30 e das 14h às 17h30.
Clara Andrade é licenciada em Filosofia e com pós-graduação em Ciências Documentais, desempenha as funções de bibliotecária e dirige a Biblioteca Municipal de Lagoa desde 1996. No ano passado, a artista expôs os seus trabalhos em várias mostras individuais e colectivas no Algarve.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.