Portugal continua em alerta por causa do mau tempo

Data:

A neve e a chuva forte que têm caído ao longo do dia provocaram cortes de estradas, a queda de árvores e danos em casas e viaturas um pouco por todo o país. No Porto, uma pessoa morreu depois do carro ter sido atingido por uma árvore.

Em Odivelas, a parede de uma escola ruiu durante a madrugada e algumas telhas foram levantadas, o que obrigou ao estabelecimento está encerrado.

Segundo o Jornal de Notícias, várias freguesias da Sertã ficaram sem telefone, telemóvel e internet como consequência da chuva e do vento forte.

Já em Coimbra, a queda de árvores causou danos em três viaturas, enquanto na Leça do Balio, no Porto, a queda de uma árvore de grande porte danificou dois veículos estacionados.

Em Viseu, duas estradas encerraram devido à acumulação de neve que caiu durante a madrugada. De acordo com o Comando Distrital de Operações de Socorro, registaram-se 11 quedas de árvores, tendo Tondela e Santa Comba Dão sido as zonas mais afectadas.

Em Leiria, houve 22 quedas de árvores, mas não há registo de danos. O vento forte danificou, ainda, cabos eléctricos e prejudicou o fornecimento de energia.

Na Herdade de Vale Matança, Alcácer do Sal, três casas foram danificadas pela queda de um raio, que provocou ainda dois feridos, assistidos devido a ataques de pânico. O temporal deixou em alerta os moradores, que não ganharam para o susto quando, perto das 6h de ontem, o vento e a chuva se tornaram mais fortes. A Protecção Civil aconselhou-os a abandonar as casas porque a maioria “cedeu” e pode desabar. A autarquia disponibilizou alojamento temporário.

 

Acidente em V. Real e morte no Porto

 

Em Vila Real, um médico e uma enfermeira que se dirigiam para um acidente, sofreram também eles um acidente e estão em estado muito grave. Despistaram-se devido ao gelo na estrada.

No Porto, um empresário morreu ontem quando a carrinha que conduzia, na zona industrial, foi atingida por uma árvore. Custódio Martins Rodrigues, de 71 anos, residia em Baguim do Monte, Rio Tinto, e morreu quando dirigia a carrinha da empresa da qual era sócio. A árvore de grandes dimensões esmagou o tejadilho do carro, tendo-lhe causado morte imediata.

Também ontem, embora sem sucesso, foram retomadas as buscas para encontrar as duas raparigas, de 19 e 21 anos, desaparecidas desde o dia 14 no mar do Seixal, na Madeira. O comandante responsável pela Zona Marítima do Funchal admitiu, logo de manhã, que as probabilidades de serem encontradas com vida começavam “a ser reduzidas”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.