Consulados:BE questiona Governo sobre contratações para Londres

Data:

O Bloco de Esquerda (BE) enviou um requerimento à Assembleia da República no qual questiona o Governo sobre a contratação de mais funcionários para o consulado de Portugal em Londres e a revisão dos salários dos trabalhadores consulares, prejudicados pela depreciação do euro.
No documento, o deputado José Manuel Pureza começa por afirmar que em 1973, o consulado em Londres tinha 13 funcionários para 40 mil emigrantes. “Hoje, o Consulado tem 12 funcionários e, no final no ano terá apenas 11, para um universo de 300 000 emigrantes”, lê-se.
 “Face a estes números, é evidente que os meios humanos são insuficientes para levar a cabo todo o trabalho consular e prestar os serviços necessários à comunidade, com o mínimo de condições e qualidade”, acrescenta o parlamentar.
O deputado diz ser urgente um reforço humano, e uma mudança de instalações que comporte mais funcionários e pergunta ao Governo se essas são duas medidas que pretende tomar.
Num outro requerimento, o deputado afirma que os funcionários das Embaixadas de Portugal na Suíça, Indonésia e África do Sul e de vários consulados na Suíça, Macau, Canadá, Austrália e Estados Unidos “têm vindo a sofrer uma progressiva degradação da sua situação remuneratória” por causa da depreciação do Euro face às moedas desses países.
Nesse sentido, pergunta ao Executivo se pretende fazer uma revisão intercalar a esses funcionários e que medidas tenciona adoptar para contrariar a situação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.