Mostra reúne em Nova Iorque trabalhos de seis artistas plásticos portugueses

Data:

Os trabalhos de seis artistas plásticos portugueses que vivem em Nova Iorque foram reunidos na mostra «Geografia dos Afectos: Seis Artistas Portugueses em Nova Iorque», patente desde 21 de Outubro na Rooster Gallery, que abre portas nesse dia. A galeria, que aposta na divulgação de obras emergente, pretende divulgar os trabalhos de artistas portugueses, como destaca um dos responsáveis, o português André Escarameia, especialista em arte contemporânea.

A colectiva de inauguração da Rooster Gallery, em Nova Iorque, integra trabalhos de seis artistas portugueses que residem e trabalham na metrópole americana. Tiago Estrada, Miguel Ângelo Rocha, Maria João Salema, Isabel Pavão, Carlos Roque e Teresa Henriques são os protagonistas de «Geografia dos Afectos: Seis Artistas Portugueses em Nova Iorque» que têm em comum “a localização geográfica adoptada, bem como o afecto que cresceu entre eles e a equipa da Rooster Gallery”, refere André Escarameia num comunicado enviado à imprensa.
O especialista português, que dirige a galeria juntamente com Alexander Slonevsky, revela que num primeiro olhar, “parece não existir uma relação óbvia entre os trabalhos” que integram a exposição, mas explica que a diversidade de conceitos e de métodos fazem das obras expostas “quase unidades independentes operando de diferentes formas no mesmo espaço, ganhando novos contornos e tonalidades, no limite, adquirindo outros significados”.
A exposição recebeu o apoio do Embaixador de Portugal em Washington, João de Vallera, que escreveu uma mensagem para o catálogo. André Escarameia pretende que «Geografia dos Afectos: Seis Artistas Portugueses em Nova Iorque» seja repetida anualmente, com artistas diferentes, mas sempre com o objectivo de celebrar a arte portuguesa criada em Nova Iorque.

Promover os artistas portugueses

Aberta a 21 de Outubro, com a inauguração da exposição, a Rooster Gallery Contemporary Art vai apostar na promoção e divulgação de novos artistas, nomeadamente portugueses, tendo como objectivo dar-lhes visibilidade ao disponibilizar um espaço “que propicie uma dinâmica multidisciplinar que estimule a experimentação e desencadeie diferentes níveis de compreensão atraindo novos públicos”, como refere André Escarameia.
A exposição estará patente até 21 de Novembro, de terça a domingo, das 12 às 24 horas. A galeria está implantada no Lower East Side (190, Orchard Street), em Manhattan, numa zona que recentemente, tem conhecido um crescente aumento de popularidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.