Férias: Leve o estojo de primeiros socorros consigo…

Data:

É importante tê-lo em casa e não deve ser esquecido quando vai viajar. O estojo de primeiros socorros é uma «ferramenta» importante para enfrentar imprevistos. Com ele poderá tomar as medidas imediatas há risco súbito para a saúde, até à chegada de ajuda especializada, se esta for necessária.

Os primeiros socorros envolvem as medidas imediatas que se prestam quando há risco súbito para a saúde, até à chegada de ajuda especializada. Por isso, é conveniente manter por perto, um estojo de primeiros socorros equipado com o necessário e acessível – em casa e no carro, de modo a responder aos diferentes ambientes em que os problemas de saúde podem acontecer.

O que deve conter?

Em primeiro lugar o estojo deverá ter um conjunto de acessórios básicos como algodão, adesivos, compressas, pensos rápidos de vários tamanhos, ligaduras elásticas, uma solução anti-séptica (ou toalhetes), uma solução estéril para limpeza dos olhos (por exemplo, soro fisiológico em doses individuais) tesoura, termómetro, uma seringa para lavagem, uma pinça, luvas descartáveis (pelo menos dois pares), um saco para guardar os materiais usados e sabonete ou solução para lavar as mãos (antes e depois da prestação dos cuidados).
Acrescente ainda alguns medicamentos necessários, como pomada desinfectante, pomada analgésica, anti-histamínico, entre outros que considerar importantes. Lembre-se ainda de ter à mão um manual de primeiros socorros.
Já agora, arranje espaço para um «kit salva-vidas», com protector solar, cobertor, uma lanterna e pilhas extra, velas e fósforos, pacotes de açúcar, copos de plástico e uma lista de números de emergência.
O estojo de primeiros socorros deve estar longe do alcance das crianças pequenas, dado o risco de uma intoxicação ou outro acidente com o manuseamento dos produtos e medicamentos. Mas, se a criança já tiver idade para compreender o risco de um uso inapropriado e a importância dos primeiros socorros, há que deixá-la ter conhecimento do local onde a caixa se encontra.
Se for para o estrangeiro e estiver a tomar alguma medicação, peça ao seu médico ou farmacêutico para indicar o nome dos seus medicamentos no país de destino. Peça também uma receita ou uma declaração médica, com os pormenores da doença, para o caso de precisar de medicamentos ou de recorrer aos serviços hospitalares.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.