Angola: Há mais de 60 trabalhadores portugueses sem documentos desde Janeiro

Data:

Mais de 60 portugueses estão a trabalhar em Angola sem documentos, porque os passaportes desapareceram do Serviço de Migração e Estrangeiros, noticia a TSF.

Segundo a rádio portuguesa, mais de 60 funcionários de empresas de construção civil portuguesas, alguns com família em Luanda, estão a trabalhar sem visto e, sobretudo, sem  passaporte.

A TSF revela que as empresas tentam a renovação dos vistos dos trabalhadores através dos Serviço de Migração e Estrangeiros de Angola, sendo que, depois de os pedidos terem sido entregues e as taxas pagas, os documentos simplesmente desapareceram.

As autoridades angolanas desculpam-se com as mudanças de instalações, mas os portugueses queixam-se de estarem com a documentação retida e temem ser abordados pelos inspectores do Departamento de Emigração e Fronteiras de Angola.

Sem documentos, o grupo de portugueses – que reúne operários e quadros superiores – tem recorrido à polícia, argumentando a perda do passaporte. Perante este caso, a polícia passou um papel denominado salvo-conduto, que só serve para alguns dias e para algumas ocasiões, sendo que os portugueses ficam impedidos de viajar.

Há quem opte por viver nos próprios locais de trabalho, evitando assim as abordagens das autoridades, e outros pagam para não serem incomodados. Alguns já acabaram os contratos com as empresas portuguesas e querem regressar a casa, mas não têm passaporte.

Há mais de 60 mil portugueses em território angolano e quase todos eles passaram por dificuldades na obtenção ou renovação dos vistos, refere ainda a rádio. Desde 2005, Lisboa tenta alcançar um acordo com Luanda, que possa facilitar a circulação entre os dois países, mas sem sucesso. O problema dos vistos deverá ser novamente abordado durante a visita de Cavaco Silva a Angola, na próxima semana.

Contactado pela TSF, o Ministério dos Negócios Estrangeiros recusou-se a fazer qualquer comentário, para já, mas lembrou que os consulados portugueses ajudam todos os cidadãos em situações difíceis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.