Angola: Obra de professora portuguesa sublinha a amizade entre crianças de «mundos» distintos

Data:

As aventuras de Pedro e os novos amigos que conhece durante umas férias passadas em Benguela, Angola, são o tema do primeiro livro de Carolina Mendes Lagutrop, professora, natural de Marco de Canavezes, que reside em Luanda, onde desenvolve acções na área da educação comunitária.

Pedro vive no norte de Portugal, mas uma viagem de férias a Angola e um jogo de futebol vão permitir-lhe fazer grandes amigos e descobrir o que se esconde num palácio construído numa das praças de Benguela.
As aventuras de Pedro e os novos amigos na bela cidade das acácias rubras, são o tema de «Palácio Cinzento uma peripécia em Benguela», o primeiro livro de Carolina Mendes Lagutrop, professora, natural de Marco de Canavezes, que reside em Luanda, Angola.
“Trata-se de uma incrível peripécia, que se destaca pela fantasia e imaginação e para a qual contribuíram: a curiosidade do Pedro recentemente chegado de Portugal, a força de Palanca e a cultura de Ginga dois irmãos Caluandas e a perspicácia e sabedoria tradicional de Nuni Kulunga oriundo da província do Cunene”, explica a autora na sinopse de do livro. Destinado ao público infanto-juvenil, foi lançado pela Papiro Editora, com o apoio do Instituto Camões – Centro Cultural Português e da União dos Escritores Angolanos (UEA).
Com o intuito de incentivar o gosto pela leitura e escrita de histórias, Carolina Lagutrop elaborou um projecto que envolveu a participação de crianças na sua construção – a história foi «trabalhada» com alunos em quatro escolas diferentes.
“Uma vez que são histórias construídas com contributos das próprias crianças, pretendo desenvolver hábitos de leitura e escrita em Angola e mostrar que em sítios reais se podem construir histórias/aventuras magníficas”, explicou a autora ao O Emigrante/Mundo Português.
Apresentada no dia 8 deste mês na UEA em Luanda, a obra é o primeiro livro da «Colecção: Peripécias Angolanas», um projecto que englobará a criação de diferentes histórias infanto-juvenis, que decorrem em locais reais, que as crianças conhecem, em diversas províncias de Angola.
Professora do 1º Ciclo do Ensino Básico, Carolina Lagutrop reside em Angola onde coordena o projecto «Oficina Voluntária», realizado por uma grupo de professores portugueses em regime de voluntariado, e desenvolvido em parceria com a ONG Escolas Comunitárias de Angola. A autora está ainda a concluir o Mestrado em Gestão e Administração Escolar e possui uma vasta experiência na área da Educação Comunitária.
O livro deverá ser lançado também em Portugal, no mês de Setembro.

Ana Grácio Pinto
apinto@mundoportugues.org

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.