Crise financeira: Portugal, Espanha e Grécia voltam a respirar com descida dos juros da dívida

Data:

Os juros da dívida soberana de Portugal, de Espanha e da Grécia aliviaram dos máximos alcançados a 28 de abril, dia que marcou a inversão da tendência altista iniciada no final do ano passado.

As preocupações dos investidores relativamente às contas públicas dos países do sul da Europa, com o foco apontado, sobretudo, à Grécia, provocaram um avanço dos juros das obrigações dos mesmos para níveis históricos.

Porém, as perspectivas de que a decisão sobre a activação do pacote de ajuda planeada para a economia helénica – pela União Europeia (UE) e pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) – seja tomada em breve permitiu que, nas duas últimas sessões da semana, os juros recuassem para valores mais baixos.

Ainda assim, no final da tarde de hoje os juros ('yield') das Obrigações do Tesouro portuguesas a cinco anos estavam nos 5,5245 por cento, depois de terem atingido na quarta feira um novo recorde desde a existência da moeda única europeia, nos 5,6667 por cento, culminando uma série de 13 sessões seguidas a subir.

Deste modo, o prémio pedido pelos investidores para comprarem dívida portuguesa em vez da dívida alemã baixou para os 276,2 pontos base, enquanto o da vizinha Espanha caiu para 113,9 pontos base e o da Grécia recuou para 855,3 pontos base, de acordo com os dados da agência Bloomberg.

No que toca aos juros da dívida a cinco anos de Espanha e da Grécia, estavam nos 3,1075 por cento e nos 10,519 por cento, respectivamente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.