Observatório português cria sistema europeu para detectar vítimas e agressores

Data:

O Observatório português Contra Tráfico de Seres Humanos criou recentemente uma aplicação informática, com indicadores harmonizados, para detectar vítimas e agressores, que será aplicada nos países da União Europeia.

“Portugal deu uma enorme ajuda a todos os países da UE no combate a este crime”, que segundo a Organização das Nações Unidas movimenta biliões de dólares anualmente, disse à agência Lusa o presidente do Observatório, criado há um ano.

“É um sistema que considero muito eficaz porque se consegue ter a mesma informação aqui ou na Polónia, na República Checa, Áustria ou França”, explicou Paulo Machado.

O sistema, exemplificou, “é dotado de inteligência própria e pode detectar que uma vítima processada na República Checa aparenta ser uma vítima já processada na Polónia, ou que passou já em Portugal, ou que esteve em Espanha a trabalhar”.

Segundo o responsável do Observatório, a exercer funções desde Julho, “era preciso criar essa base harmonizada de indicadores e uma ferramenta informática utilizável por todos” os países.

Na sua opinião, o incremento da informação partilhada entre países, de origem e de destino, é “particularmente relevante”, porque “aumenta a capacidade de entender melhor o fenómeno”.

Portugal candidatou-se para a elaboração desta ferramenta depois de constar que “diferentes países europeus medem diferentemente o tráfico e portanto nunca existe uma noção boa, correcta do que se está a passar”.

O sistema deverá ser utilizado pelas forças de segurança e pelas Organizações Não Governamentais dos 27 países da UE. Agora, caberá aos decisores políticos europeus recomendar a sua utilização, contando Portugal com a ajuda da actual Presidência Sueca da UE.

Neste momento, o observatório acompanha “150 casos sinalizados em Portugal de possível tráfico de mulheres, estrangeiras”.

O Observatório do Tráfico de Seres Humanos tem como missão recolher, tratar e difundir informação sobre tráfico de pessoas e formas diversas de violência de género.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.