Automobilismo Petit Le Mans: Pedro Lamy em segundo lugar

Data:

O piloto ficou em 2º lugar no Petit Le Mans disputado nos Estados Unidos.

A dupla constituída pelo português Pedro Lamy e o francês Nicolas Minassian ficou em segundo lugar na Petit Le Mans, prova ganha pelos seus colegas da equipa Peugeot e guales Stéphane Sarrazin e Franck Montagny.
A 12.ª edição da prova, que decorreu em Braselton, (Estados Unidos), tinha a duração prevista de 10 horas, ou mil milhas (cerca de 1.607 quilómetros), mas foi interrompida antes de decorrido metade do tempo devido à chuva forte. Ao fim de mais de três horas de interrupção, a direcção da corrida decidiu pôr definitivamente fim à prova e a Peugeot ficou com os dois primeiros lugares, à frente dos Audi de Capello/McNish, na terceira posição, e de Luhr/Werner, em quarto lugar. Com esta vitória, a Peugeot interrompeu nove anos consecutivos de triunfos da Audi naquela prova disputada nos Estados Unidos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.