Legislativas: “Os resultados não foram os esperados” diz Manuela Ferreira Leite

Data:

A presidente do PSD, Manuela Ferreira Leite, disse hoje que durante a campanha para as eleições legislativas fez o que “em consciência” considerou correcto e assumiu a responsabilidade pelos resultados que “não foram os esperados”.

Numa declaração sem direito a perguntas dos jornalistas, feita num hotel de Lisboa onde os dirigentes do PSD estiveram reunidos nesta noite eleitoral, Manuela Ferreira Leite remeteu a avaliação dos resultados das legislativas de hoje para depois das autárquicas de 11 de Outubro.

“Ao longo de toda esta campanha eleitoral fizemos aquilo que, em consciência, entendemos que deve ser feito em política. Lutámos pelas nossas ideias, apresentámos propostas e apontámos com clareza o caminho que acreditamos ser decisivo para Portugal”, disse a presidente do PSD.

“Apresentei aos portugueses as propostas que, em consciência, considero necessárias face às dificuldades que o país atravessa”, reforçou.

“Os resultados desta eleição não foram os esperados e disso assumo a minha responsabilidade”, acrescentou.

Em seguida, considerou que as eleições legislativas de hoje “fazem parte de um processo eleitoral constituído por três actos eleitorais” e que “o PSD tem de estar mobilizado para as eleições autárquicas”.

“Após esse acto eleitoral de 11 de Outubro, convocarei um Conselho nacional para que o competente órgão do partido entre congressos analise este prolongado ciclo eleitoral”, anunciou.

Na sua declaração, Ferreira Leite não avançou explicações para a derrota do PSD e salientou que “o voto dos portugueses retirou a maioria absoluta ao PS”, o que, na sua opinião, vai exigir “uma mudança de atitude política por parte de quem vai exercer o poder”.

A ex-ministra das Finanças assegurou que o PSD será “uma oposição responsável, mas não se calará nem se deixará intimidar no pleno exercício dos seus direitos e deveres democráticos”.

“Continuaremos, pois, o combate político, guiados pelos princípios que afirmámos e que mantemos e em que muitos portugueses confiam. Conscientes da nossa responsabilidade, confiantes na nossa razão e na nossa força, prosseguiremos sem vacilar o nosso papel activo na recuperação do bem-estar dos portugueses e do progresso de Portugal”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.