Francisco Seixas da Costa nomeado Embaixador não residente no Mónaco

Data:

O embaixador de Portugal em Paris foi nomeado também embaixador não residente no Principado do Mónaco. Francisco Seixas da Costa deverá apresentar as suas cartas credenciais ao Príncipe Alberto II, em Setembro.
A nomeação representante diplomático português foi formalizada a 8 de Julho por decreto do Presidente da República, Cavaco Silva.
“Embora Portugal e o Mónaco tenham, de há muito, relações diplomáticas bilaterais, Portugal nunca tinha acreditado um representante diplomático no Principado”, refere uma nota divulgada pela Embaixada de Portugal em Paris.
Lisboa nunca tinha acreditado um representante diplomático no Principado do Mónaco, onde vive uma comunidade de origem portuguesa, em grande parte ligada ao trabalho no sector turístico.
O governo português deverá também nomear “proximamente” um Cônsul honorário para aquele principado, “que dará apoio consular à sua comunidade local e servirá de ponto de contacto, sob a égide da Embaixada em Paris, para a intensificação das relações económicas”, lê-se ainda na nota.
A.G.P.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.