Gripe A (H1N1): Governo autoriza verba de 45 milhões de euros para a compra de três milhões de vacin

Data:

O Governo aprovou hoje, em Conselho de Ministros, a aquisição de três milhões de vacinas contra a Gripe A (H1N1), que correspondem a seis milhões de doses.

Para a compra, o Governo aprovou uma verba de até 45 milhões de euros e autorizou a Administração Central do Sistema de Saúde, a celebrar um contrato público de aprovisionamento para assegurar o fornecimento dessas vacinas “mediante ajuste directo a uma entidade”, refere um comunicado do Conselho de Ministros.

“Trata-se de uma medida de combate à pandemia, tendo em vista evitar efeitos mais graves na propagação da doença. A situação de urgência e os motivos de saúde pública e de segurança interna justificam o recurso a um procedimento mais célere”, pode ler-se ainda.

107 casos registados

Portugal tinha registado, até ao final do dia e ontem, um total cumulativo de 107 casos confirmados de Gripe A (H1N1), tendo 104 tido já alta clínica.

Uma mulher de 22 anos e dois homens, ambos de 23 anos, todos provenientes de Palma de Maiorca, referenciados para o Hospital de Curry Cabral, uma mulher de 34 anos, proveniente da Grécia, referenciada para os Hospitais da Universidade de Coimbra e uma mulher de 55 anos, proveniente de Marbella, em Espanha, referenciada para o Hospital de S. João foram os casos confirmados ontem. Segundo uma nota emitida pela Direcção geral de Saúde (DGS), “todos estão clinicamente bem”.

Também ontem, passaram a ser considerados locais de referência para a Gripe A (H1N1) as unidades hospitalares de Santo António, no Porto, de Vila Real, o Pediátrico de Coimbra e o Hospital de Faro.

O Ministério da Saúde sublinha que é fundamental a participação activa por parte dos cidadãos, e dos próprios profissionais de saúde, no sentido de comunicarem às autoridades qualquer contacto próximo com alguém infectado pelo vírus da Gripe A (H1N1), e mantém como objectivo principal, a imediata localização e contenção dos casos.

As autoridades de saúde recomendam ainda a toda a comunidade – famílias, escolas, empresas, etc. – que “adopte comportamentos que dificultem a transmissão do vírus”.

Em caso de sintomas de gripe, independentemente das pessoas terem viajado para fora do país, aconselha a contactarem de imediato a Linha de Saúde 24 (808 24 24 24) “e seguirem as indicações dos profissionais de saúde (…) antes de se dirigirem a um serviço de saúde” para aumentar os riscos de contágio à população.

O Ministério da Saúde destaca ainda a importância da lavagem frequente das mãos, da protecção da boca e do nariz ao tossir ou espirrar, sempre que possível com lenços de papel que não devem ser reutilizados, para evitar a rápida propagação do vírus.

A.G.P.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.