Portugal vestido de ouro nos Jogos da Lusofonia

Data:

Só uma das 39 medalhas entregues na primeira jornada dos Jogos da Lufonia fugiram a Portugal (17 medalhas) e Brasil (21 medalhas). Nélson Évora, Naide Gomes, Jessica Augusto, Marco Fortes, Francis Obikwelu e Manuel Damião conquistaram mesmo o ouro.

Portugal conquistou seis medalhas de ouro, seis de prata e cinco de bronze na primeira jornada de atletismo dos Jogos da Lusofonia, disputada no Estádio Universitário, em Lisboa.
Portugal partilhou a hegemonia com o Brasil nesta primeira jornada, já que das 39 medalhas possíveis, os dois países arrecadaram 38, cabendo a única que lhes escapou, uma medalha de bronze, ao Sri Lanka, nos 400 metros femininos, proeza a cargo de Chandrika Mudyanselage.
As seis medalhas de ouro lusas foram arrecadadas por Nelson Évora no triplo salto (17,15 metros), Marco Fortes no lançamento do peso (19,74 metros), Francis Obikwelu nos 100 metros (10,10 segundos), Naide Gomes no salto em comprimento (6,74 metros), Jessica Augusto nos 1.500 metros (4.15,856 minutos) e Manuel Damião nos 5.000 metros (14.34,69).
De salientar entre os atletas portugueses a medalha de prata conquistada por Sónia Tavares nos 100 metros, ao fazer o tempo de 11,39 segundos, que lhe garantem os mínimos B para o Mundial de Berlim.
No final da primeira jornada, Portugal ocupava a segunda posição no quadro de medalhas no atletismo, atrás do Brasil, que já soma 21 medalhas (sete de ouro, sete de prata e sete de bronze), cabendo ao Sri Lanka uma medalha de bronze.
No ténis de mesa o protagonismo também se dividiu entre Portugal e Brasil, com André Silva a arrebatar o “ouro” no escalão masculino e a brasileira Livia Mizobuchi a impor-se no sector feminino. No voleibol, a selecção portuguesa venceu nos dois escalões, conquistando a medalha de ouro ao bater nas finais o mesmo adversário – Macau -, pelo mesmo resultado categórico: 3-0.

A União mais forte que a vitória

A segunda edição dos Jogos da Lusofonia decorre nos concelhos de Lisboa, Almada, Amadora, Sintra e Oeiras, com a presença de mais de um milhar de atletas, repartidos pelas modalidades de atletismo, basquetebol, desporto para deficientes, futebol, futsal, judo, taekwondo, ténis de mesa e voleibol.
Portugal acolhe 11 países nesta iniciativa, com o lema ”A união mais forte que a vitória”: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Índia, Macau (China), Moçambique, São Tomé e Princípe, Sri Lanka e Timor-Leste.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.