Eleições no Sporting: Votação de 2006 batida às 19:00

Data:

A eleição em curso no Sporting, para conduzir José Eduardo Bettencourt ou Paulo Pereira Cristóvão como presidente, registou às 19:00 uma afluência de 8.114 votantes, batendo os 8.100 das últimas eleições, em 2006.

À mesma hora, no escrutínio que há três anos elegeu Filipe Soares Franco, verificava-se uma afluência de menos 2.500 votantes e a este ritmo é provável que seja batido o terceiro melhor resultado de sempre, ocorrido em 1984, quando houve uma afluência de 10.422 votantes para elegerem João Rocha.

A maior afluência às urnas verificou-se em 1988, quando foi eleito Jorge Gonçalves, cuja bandeira foram as célebres “unhas do leão”, registando um número recorde de 17.093 votantes, e a segunda maior data de 1989, com 15.299 votantes num acto do qual saiu presidente Sousa Cintra.

As urnas do acto que vai eleger o 35º presidente do Sporting encerram às 22:00.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.