Gripe A H1N1: Ministra da Saúde confirma caso suspeito nos Açores

Data:

A ministra da Saúde, Ana Jorge, confirmou hoje a existência de um caso suspeito de gripe A (H1N1) nos Açores, realçando a necessidade de, nestas situações, o doente ficar “isolado” até serem conhecidos os resultados das análises.

“A situação, habitualmente, é muito ligeira do ponto do vista clínico para a pessoa, no entanto, como sabemos que é um vírus de fácil transmissão, [o doente] fica isolado para que não possa transmitir a outras pessoas”, disse.

Questionada pelos jornalistas, Ana Jorge confirmou que “há uma suspeita que foi validada como hipótese de se poder tratar de um caso de gripe A” nos Açores.

“Havia clínica compatível e havia epidemiologia, isto é, vinha de uma zona afectada e, portanto, vão ser feitas as análises”, salientou, em declarações aos jornalistas, depois da inauguração de uma Unidade de Cuidados Continuados Integrados na povoação de Aguiar, concelho de Viana do Alentejo, em que também participou o primeiro-ministro.

De acordo com a ministra, “o produto para as análises” seguiu para o Instituto Ricardo Jorge, onde irá ou não ser confirmado o caso suspeito.

Segundo o Governo açoriano, uma mulher de 84 anos, que regressou há quatro dias dos Estados Unidos, encontra-se internada numa zona especial do Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, por suspeita de gripe A (H1N1).

A mulher, cuja identidade não foi revelada, dirigiu-se terça-feira ao Centro de Saúde da Ribeira Grande, na costa norte da ilha de S. Miguel, onde, devido aos sintomas que apresentou, foi considerada um caso para análise.

Nesse sentido, segundo um comunicado do Governo Regional, foi activada a linha Saúde Açores, criada exclusivamente para atender a este tipo de situações, que activou um meio especializado de transporte.

A doente foi transportada para o Hospital de Ponta Delgada, onde se encontra internada numa zona especial, dedicada a este tipo de casos.

Entretanto, uma outra mulher com suspeita de gripe A (H1N1) deu entrada no Hospital de Seia e deverá ser transferida para os Hospitais da Universidade de Coimbra, disse à Lusa a directora da urgência da Unidade Local de Saúde da Guarda, que abrange aquele hospital.

“Regressou ontem dos Estados Unidos da América já com sintomatologia e hoje de manhã apresentou-se no Hospital [de Seia]” com sintomas associados à doença, referiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.