«Cavaleiros de Malombe de Angola» vao reunir-se em Arcozelo

Data:

Passados 35 anos de regresso dos famosos Cavaleiros de Malombe de Angola, voltarmo-nos a reunir é sinal da verdadeira amizade que temos uns pelos outros.
Acresce a isso, a proeza de conseguir, depois de várias tentativas, ter no próximo convívio, quinze companheiros nossos, que nunca tinham estado presentes.  Daí que a presença de todos é mais que obrigatória.
Dia 30 de Maio (Sábado) pelas 10h30 vamo-nos concentrar no largo da Igreja de Santa Maria Adelaide em Arcozelo, para a celebração da missa às 11h00. Às 12h00 saída para o local do almoço no restaurante Flor do Paraíso. I
nscrições com:
Adelino Torres
000351 225 300 069
00351 96870063
00351 915975714
00351 934444327
Também a companhia de Caçadores nº 171 (Montepuez – Moçambique) e ex-colegas do ano de 1959 do RI 15 de Tomar vão reunir-se em almoço convívio na Sertã, no restaurante Ponte Velha e os contactos para marcação são:
00351 249 321 867 (Novais)
00351 963861982 (Lino Lourenço)

MANUEL GOMES DA SILVA – LUXEMBURGO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.