Brasil avança com criação da Universidade da CPLP

Data:

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Brasil, Celso Amorim, afirmou hoje que a promoção do Português é uma prioridade para o seu país e anunciou a criação de uma Universidade da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

«É uma prioridade para o Brasil e antecipo que vamos criar uma universidade da CPLP, que será feita no Nordeste do país», disse Celso Amorim, no final de uma visita de algumas horas à Guiné-Bissau, onde manteve encontros com o presidente e primeiro-ministro guineenses.

«A universidade vai ter metade dos alunos brasileiros, por uma questão de integração, e a outra metade será de alunos provenientes da CPLP, sobretudo africanos e de Timor-Leste», sublinhou o chefe da diplomacia brasileira.

Segundo Celso Amorim, a universidade terá «objectivos de treinamento prático».

«A política da língua é algo de muito importante, porque é um instrumento de cultura, de conhecimento, de comunicação e de ciência», sublinhou o ministro.

Em relação à Guiné-Bissau, Celso Amorim disse que será reforçado o ensino da Língua Portuguesa, nomeadamente com a abertura do Instituto de Estudos Brasileiros em Bissau.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.