Setúbal: Resgate dos bens suspenso por razões de segurança

Data:

Os moradores do prédio afectado quinta-feira por uma explosão de gás em Setúbal foram impedidos cerca das 16:00 de entrarem nas suas casas para recolher alguns bens, como aconteceu ao longo do dia, por razões de segurança.

A informação foi avançada por fonte do governo civil de Setúbal.

Esta interdição surge depois de o comandante distrital da protecção civil, Alcino Marques, ter admitido que poderia ter ocorrido «alguma oscilação» de uma viga.

De acordo com o responsável, a viga em causa, entre o 10º e o 11º andar, que já estava fora do sítio, manteve-se «na mesma», mas Alcino Marques admitiu que poderia ter havido «alguma oscilação».

Técnicos do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) e da Teixeira Daurte, empresa responsável pelas obras de sustentação da estrutura do edifício, subiram à zona em causa numa grua exterior para avaliar o estado da viga.

Os moradores até ao oitavo andar tinham sido, hoje de manhã, autorizados a ir às suas casas buscar os seus bens, desde que acompanhados por uma equipa de segurança.

Mais tarde, as operações foram limitadas ao quarto andar e agora acabaram por ser suspensas.

A explosão, que ocorreu quinta-feira, pelas 18:35, num prédio na Praceta Afonso Paiva, em Setúbal, causou apenas feridos ligeiros, mas provocou danos significativos nos últimos quatro andares do edifício.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.