Alemanha: PSD diz que alunos de português sem aulas é “inaceitável”””

Data:

O deputado do PSD pela Emigração Carlos Gonçalves considerou hoje “inaceitável” que crianças portuguesas na Alemanha continuem privadas das aulas de língua e cultura portuguesas passados quase quatro meses do início do ano lectivo.
Num requerimento entregue na Assembleia da República, Carlos Gonçalves questiona o governo sobre as razões da não abertura de concursos para o recrutamento de professores para cidades do sul da Alemanha.
Professores de português que leccionavam na Alemanha reformaram-se este ano, tendo o governo português optado por não manter essas vagas, deixando cerca de 900 alunos portugueses sem aulas.
A comunidade portuguesa protestou contra a não substituição daqueles docentes, tendo chegado a realizar uma manifestação em Setembro.
Entretanto, o Ministério da Educação anunciou que seria aberto um concurso local para substituir os professores.
Segundo Carlos Gonçalves, o governo apenas deu autorização para a abertura do concurso para as zonas de Dusseldorf e Nuremberga, área consular de Estugarda, deixando de fora toda a zona sul da Alemanha.
No requerimento, o deputado social-democrata eleito pela Europa pede esclarecimentos ao Ministério da Educação sobre actual situação do ensino do português na Alemanha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.