Alemanha: Falta de professores de português gera manifestação

Data:

No passado dia 26 de Agosto, realizou-se em Gelsenkirchen um encontro da comunidade portuguesa da Renânia do Norte e Vestefália e da área consular de Düsseldorf, com o objectivo de planear uma manifestação que se previa vir a decorrer em Düsseldorf. Nesse sentido, a Federação das Associações Portuguesas na Alemanha (FAPA) convocou para o próximo dia 16 de Setembro “uma manifestação da comunidade portuguesa junto ao Consulado-Geral de Portugal em Düsseldorf”.

A motivar esta manifestação está “a situa-ção do ensino do português”, que se “agrava de dia para dia sem que o Governo português tome as medidas necessárias que garantam a efectiva concretização do estipulado pelo artigo 74º da Constituição da República Portuguesa”. A FAPA alega que, “do concurso para o preenchimento dos lugares de professores, aberto muito tardiamente, a 19 de Ju-lho – e, portanto, com graves repercussões no início e planeamento do ano lectivo – foram excluídas numerosas localidades” e que “o número de alunos afectados nas áreas consulares de Düsseldorf, Frankfurt e Stuttgart eleva-se a cerca de novecentos”.

“Perante esta situação”, alegam, “é muito importante que o maior número possível de associações e que todas as comissões de pais – afectadas ou não – se façam representar” na manifestação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.