Venezuela: Português libertado após 16 horas de sequestro

Data:

José da Silva Pinho, comerciante português de 52 anos, foi libertado hoje pelos seus raptores na cidade de Valência. depois de permanecer quase 16 horas em cativeiro.

Uma fonte próxima da família avançou à Lusa que o emigrante foi interceptado na manhã de terça-feira (final da tarde em Lisboa), na Av. Arturo Michelena, em Valência, cidade a 200 quilómetros a oeste de Caracas,  quando se dirigia a uma oficina automóvel, da qual é proprietário. Segundo a fonte, após o "sequestro expresso" – raptos que duram menos de 24 horas – os sequestradores entraram em contacto com um familiar e pediram uma quantia monetária. A família não revelou o valor do resgate ou se o mesmo chegou a ser pago. "Ele foi libertado perto das 2 horas (7 horas em Lisboa) em Valência, aparentemente em bom estado de saúde", disse.

José da Silva, nasceu em 1955 na localidade de Grijó, Vila Nova de Gaia, Porto. Está radicado na Venezuela desde 1941.

Segundo dados consulares pelo menos 10 pessoas foram sequestradas desde Janeiro de 2007 na Venezuela. No passado 12 de Agosto, desconhecidos sequestram o comerciante David Barreto Alcedo, 37 anos, o filho, David Mariano Barreto Vales, 11, e os sobrinhos Alberto Luís Parra Barreto, 13, e José David Parra Barreto, 10 anos, no Estado venezuelano de Táchira, cujo paradeiro continua desconhecido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.