Adeptos do Benfica enchem treino para ver Camacho

Data:

O regresso do treinador espanhol Jose António Camacho ao Benfica, três anos depois, motivou hoje a maior enchente do centro de treinos e formação do Seixal, rivalizando com os "clássicos" do futebol júnior.
Cerca de 4.000 adeptos e sócios "encarnados" coloriram a bancada do campo principal do complexo, um morro, num dos topos do terreno de jogo, e a área circundante do "quartel-general" das "águias", repleta de viaturas, incluindo uma caravana de venda ambulante de "comes e bebes".
Quatro anos e oito meses após o primeiro treino ao comando do Benfica, em Dezembro de 2002, Camacho pisou hoje a relva à frente do grupo de trabalho, recebendo de pronto uma ovação de pé dos milhares que trocaram uma tarde de praia para ver o técnico "desejado", um dia após a dispensa de Fernando Santos.
"No mês de Agosto e não se tratando de um jogo de futebol dos juniores, com o FC Porto ou o Sporting, é a maior enchente. Nem na inauguração foi assim", confirmou à Agência Lusa o director de operações do Estádio da Luz e do complexo do Seixal, Jitesse Arquissandas.
Aos gritos "Benfica, Benfica, Benfica", seguiu-se o nome do treinador que nasceu em Cieza, Múrcia, há 52 anos, o qual cumprimentou então, em conjunto com os jogadores, os adeptos presentes – muitas famílias e bebés de colo incluídos -, que mostraram uma faixa: "Camacho, és o patrão do êxito".
Em época e meia, entre 2002 e 2004, Camacho obteve 47 vitórias e 14 empates, sofrendo 14 derrotas, num total de 71 partidas, no campeonato, Taça de Portugal e competições europeias, terminando a sua segunda campanha a repetir o segundo lugar na Liga e conquistando a Taça de Portugal, frente ao rival FC Porto.
O antigo internacional espanhol e figura do Real Madrid na década de 1980, passou pelo Rayo Vallecano, Espanyol, Sevilha, Real Madrid e pela selecção "roja" antes de experimentar a primeira aventura portuguesa.
Em 2004, pouco mais de um mês de volta aos "merengues" foi suficiente para o técnico espanhol perceber que a política "galáctica" do presidente Florentino Perez não encaixava na sua "filosofia futebolística".
Antes da chegada da nova equipa técnica e dos "craques", algumas dezenas de adeptos mais eufóricos protagonizaram mesmo uma mini-invasão, com os ânimos a exaltarem-se e os seguranças do recinto a intervirem, entre muitas reclamações, justificadas pela condição de sócio ou pela viagem "do Algarve" ou "da França" para ali estar.
A sessão começou com alongamentos, enquanto os brasileiros Luisão e Léo, o argentino Di Maria e o costa-marfinense Zoro se limitaram a leves corridas e retiradas antecipadas, diminuindo o lote de disponíveis para 20, já que Nuno Gomes, Quim e o grego Katsouranis estão ao serviço das respectivas selecções.
Num treino de cerca de hora e meia que o presidente Luís Filipe Vieira espreitou por momentos, de longe, Camacho insistiu em exercícios de finalização, antes da simulação de jogo propriamente dita, visando a segunda ronda da Liga portuguesa, sábado, numa recepção ao Vitória de Guimarães.
O argentino Bergessio foi o autor do único golo da partida de 10 para 10 elementos, na qual as equipas foram formadas com um misto de jogadores titulares e outros, até agora, suplentes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.