Pinto da Costa: “Vieira usa o Apito para esconder os maus resultados”””

Data:

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, acusou quinta-feira o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, de utilizar o processo Apito Dourado, que investiga casos de corrupção no futebol, para desviar as atenções dos maus resultados desportivos.
Em entrevista à SIC Notícias, Pinto da Costa sustentou que nunca houve intenção de averiguar, mas de culpabilizá-lo e não reconheceu a Maria José Morgado, coordenadora do Apito Dourado responsável pela reabertura dos processos, “mais competência” que aos magistrados que ordenram o seu arquivamento.
O presidente do clube portuense defendeu que o livro “Eu, Carolina”, o qual serviu de base para a reabertura dos processos contra si, “é ficção” e “foi manipulado”, contestando o mérito da decisão de Maria José Morgado ao levantar dúvidas sobre a idoneidade da ex-companheira.
“Não tenho a mínima dúvida (que o Apito Dourado serviu para Luís Filipe Vieira esconder os maus resultados). É mais fácil dizer que perde porque o FC Porto controla (os árbitros). Entrou com fanfarronice e depois não ganhava nada. Como se justifica o insucesso?”, questionou Pinto da Costa.
O líder da equipa “azul e branca” disse que o livro “nasceu por ameaça” do advogado de Carolina Salgado e que apenas foi publicado devido ao empenho pessoal do presidente do Benfica, ironizando: “Disse-lhe que até escrevia o prefácio”.
“Os processos, no que me diz respeito, estavam arquivados por magistrados. Surge o dito livro, que serve de pretexto para os reabrir, porque é considerada idónea a pessoa que o escreveu. Roubou-me imensas coisas é uma pessoa idónea? É esse critério que contesto”, acusou Pinto da Costa.
O dirigente considerou que “não existe nada de anormal” nos jogos pelos quais foi constituído arguido de corrupção desportiva, mas admitiu que era prática comum chegar a consenso entre os dois clubes em confronto sobre a nomeação de árbitros para as eliminatórias da Taça de Portugal.
“Pinto de Sousa perguntava aos dois e procurava um consenso para os jogos da Taça”, revelou Pinto da Costa, negando que combinasse nomeações para os jogos do campeonato, pois “os árbitros eram nomeados e classificados pela Comissão de Arbitragem da Liga, que nem sequer falavam” com o presidente do Conselho de Arbitragem da federação.
O presidente do FC Porto declarou-se “de consciência tranquila” e disse confiar na justiça, “apesar de intoxicação pública de pessoas que deviam ser mais responsáveis”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.