Copa América: Brasil vence Argentina e revalida título

Data:

A selecção brasileira de futebol revalidou o título na Copa América, ao vencer na final a Argentina por categórico 3-0 reeditando o sucesso de 2004 sobre a rival sul-americana, em jogo disputado em Maracaibo (Venezuela).
O golo madrugador do avançado Júlio Baptista, aos quatro minutos, lançou o Brasil para um triunfo robusto, materializado também com um auto-golo de Ayala (40) e um remate certeiro do suplente Daniel Alves (67).
O guarda-redes Helton, jogador do FC Porto, permaneceu no banco dos suplentes, mas festejou o oitavo triunfo brasileiro na prova, ao contrário do argentino Lucho González, colega no bicampeão português, que foi suplente utilizado, mas não notado.
Os "canarinhos" entraram a ganhar, com um golo marcado logo aos quatro minutos pelo avançado Júlio Baptista, que beneficiou da passividade do central argentino Ayala e desferiu um poderoso remate cruzado, deixando sem reacção o guarda-redes Abbondanzieri.
A Argentina não se intimidou e partiu em busca do empate, quase sempre pela acção do seu elemento mais esclarecido, o estratego Riquelme, que acertou no poste da baliza brasileira quatro minutos mais tarde e obrigou o guarda-redes Doni a defesa apertada, aos 35.
A reacção "celeste" anunciava a igualdade, mas foi o Brasil que aumentou, apesar do golo ter sido marcado por um argentino: o corte desastrado de Ayala ao cruzamento do recém-entrado Daniel Alves acertou na baliza errada e os brasileiros chegaram ao intervalo a ganhar por 2-0. Aos 67 minutos, Lucho Gonzalez substituiu o apático Verón no meio campo argentino, o que deu ao jogador do FC Porto uma perspectiva privilegiada do terceiro golo brasileiro, aos 69, construído por Vagner Love e concluído por Daniel Alves, numa modelar jogada de contra-ataque.
A Argentina, que sofreu a primeira derrota na prova, após cinco vitórias consecutivas, falhou a possibilidade de se assumir como a recordista de triunfos, mantendo-se em igualdade com o Uruguai, ambos com 14 títulos.
O conjunto argentino foi incapaz de se desforrar do desaire de 2004, quando os brasileiros bateram pela primeira o eterno rival na final da competição – após oito desaires consecutivos – e hoje nem foi preciso esperar pelo desempate por grandes penalidades, como aconteceu há três anos.

Sob a arbitragem de Carlos Amarilla (Paraguai), as equipas alinharam:

Brasil: Doni, Maicon, Juan, Alex, Gilberto, Mineiro, Josué, Elano (Daniel Alves, 34), Júlio Baptista, Robinho (Diego, 91) e Vagner Love (Fernando, 90).

Argentina: Abbondanzieri, Zanetti, Ayala, Gabriel Milito, Heinze, Verón (Lucho González, 67), Mascherano, Cambiasso (Aimar, 59), Riquelme, Messi e Tevez.

   

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.