ALEMANHA – Casa Portuguesa de Augsburg tem nova direcção

Data:

Tomou posse em Abril, a nova direcção da Casa Portuguesa em Augsburg, Alemanha. O novo corpo directivo assumiu funções para 2007/2008 com o objectivo de “trabalhar para o enobrecimento” daquela Associação de da comunidade portuguesa da região onde se insere. A direcção é presidida por Paulo Gomes Batista, tendo como vice-presidente João Ferreira Lisboa. Natalino Ferreira e Nuno Ferreira são, respectivamente, primeiro e segundo secretários, enquanto Francisco Salgueiro Correia foi eleito tesoureiro. Luís Filipe Batista e José Cunha Mendes completam o corpo directivo, nomeadamente, como primeiro e segundo vogal.

A direcção pretende ainda que a Casa Portuguesa em Augsburg continue a servir como “lugar de convívio, promoção e ligação com a Pátria e sua cultura, para os portugueses e amigos de Portugal que por esta zona vivem e trabalham”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.